Diferença entre micropigmentação e microblading.

Com o avanço da tecnologia, as tendências estéticas sofreram algumas ramificações que resultaram em diferentes técnicas de procedimentos, entre elas surgiram a micropigmentação  e o microblading, métodos de preenchimento de sobrancelhas, que apesar de semelhantes, apresentam grandes diferenças.

Para compreender melhor qual a diferença entre elas, primeiro precisamos entender o que é cada procedimento e para que cada um deles serve e é indicado.

Micropigmentação, o que é?

A micropigmentação por definição, significa implantar pigmentos na pele através de um aparelho chamado demógrafo. A micropigmentação pode ser dividida em dois tipos: estética e paramédica, que apesar de terem a mesma finalidade, são realizadas por motivos diferentes.

A estética, como o próprio nome reflete, tem por finalidade a implantação de pigmento na pele motivado por razões unicamente estéticas, que podem ser aplicados nas sobrancelhas, lábios e contorno dos olhos para iluminar e corrigir falhas usando recursos de cores.

Já a micropigmentação paramédica, é um procedimento cirúrgico-estético que visa reconstruir “defeitos” causados por cirurgias ou acidentes, como por exemplo a mastectomia, quando a mulher desenvolve um câncer e é necessário retirar parte ou todo o seio, daí entra a técnica para a reconstrução de aréola.

A aplicação da técnica dos tipos é muito parecida, porém tem impactos bem diferentes, enquanto a estética busca aliviar uma satisfação pessoal, a paramédica tem o poder de reconstruir a auto-estima e trazer benefícios emocionais e físicos.

 

microblading, o que é?

O microblading, também conhecido como “indutor manual” é uma técnica milenar japonesa, que esculpe a sobrancelha de forma totalmente manual, com o auxílio de uma ferramenta parecida com uma caneta com microagulhas em sua ponta chamada “tebori”.

De modo geral, a lâmina insere o pigmento na pele de forma totalmente manual, o que faz com que a técnica tenha um bom resultado de acordo com a profissional que aplica. A lâmina basicamente imprime um novo fio na sobrancelha, muito fino e com a curvatura bem próxima do padrão natural do pelos da cliente, o que faz com que seu resultado seja ainda mais sutil e próximo do aspecto realista.

A técnica faz a inserção de pigmentos na pele através de pequenos cortes e o trabalho é feito com muita precisão, pois por ser natural, garante um aspecto hiper realista aos fios.

 

Qual a diferença entre as duas técnicas?

O microblading é considerada uma técnica semi-permanente em comparação a técnica tradicional de micropigmentação.

Alguns fatores podem afetar os resultados do procedimento e determinar quanto tempo os pigmentos duram na pele. Os resultados da microblading podem durar de 1 a 10 meses, dependendo de algumas condições, como por exemplo:

  • Tipo de pele;

  • Condições de pele;

  • Estrutura da pele (sangramento, inchaço, reação imediata)

 

Diferentemente da micropigmentação, a técnica de microblading possui algumas limitações, ela pode ser usada para criar pinceladas de cabelo na sobrancelha, tornando o contorno extremamente realista e natural, no entanto, é perigoso usar para lábios, olhos e pigmentação paramédica e também é muito limitada em relação às técnicas de sombreamento para sobrancelhas.

O procedimento também não é adequado para todos os clientes e tipos de pele. Sua recomendação é apenas para tipos de pele normais de idade jovem e média ou tipos de pele mais grossas como por exemplo, a pele asiática. Não é muito adequado para clientes mais velhos com a pele mais fina, sensível ou seca, por exemplo.

A técnica de microblading pode apresentar algumas possíveis complicações mais sensíveis se comparadas a micropigmentação, pois o nível de trauma sobre a pele é maior, apresenta mais sangramento e inchaço durante o procedimento e o processo de cicatrização tende a demorar mais.

Por conta do tebori, a técnica de microblading é totalmente manual, o que torna difícil de controlar a profundidade da agulha, se o tratamento for realizado muito profundamente, a cura da cor ficará muito fria, ou até mesmo cinza. Podem ainda ocorrer o surgimento de cicatrizes hipertrófica e neste caso nem o tratamento de remoção a laser nem a micropigmentação podem ser aplicados na área. 

Já a técnica de micropigmentação é mais simples e rápida, e pode ser usada para a aplicação em diferentes lugares do corpo, realizado com o uso de demógrafos, o procedimento é menos incômodo e mais durável, podendo necessitar de retoque apenas após 1 ano.

A técnica também possui uma maior variedade, podendo ser do tipo sombreamento, que é indicada para casos onde quase não existam pelos na sobrancelha, e é necessário desenhar e cobrir toda sua extensão. E o tipo fio a fio, que é indicado para cobrir pequenas falhas, melhorando o contorno e evidenciar o arco.

A principal diferença básica das duas técnicas é que, o microblading é feita com mais precisão, por ser um trabalho manual, cria um aspecto mais realista, porém é um procedimento mais delicado e demorado, enquanto a micropigmentação tem um leque maior de possibilidades e é realizado de forma mais rápida.

Gostou desse artigo? Saiba mais informaçõe sobre micropigmentação em https://www.pmuloja.com.br/pmu_br/blog