Principais dúvidas sobre extensão de cílios.

A extensão ou alongamento de cílios é uma técnica que chegou recentemente ao Brasil, e já conseguiu entrar para a lista dos procedimentos estéticas preferidos das mulheres. 

Esse sucesso e favoritismo não é para menos, já que a técnica possibilita “cílios de boneca” de forma natural, sem que seja necessário manter todo uma rotina de maquiagem. Esta técnica é constituída pela aplicação de fios sintéticos bem finos junto aos cílios naturais, criando assim, um maior volume e destacando o olhar.

Atualmente são conhecidas três técnicas para a extensão: o tradicional, volume russo e alongamento tufo ou 3D, neste artigo explicamos qual a diferença entre eles e qual o mais indicado para cada cliente.

Antes de realizar o procedimento é bom lembrar que muitos mitos e verdades rodeiam esse assunto, principalmente por ainda ser considerado uma novidade aqui no Brasil, por isso, é importante buscar esclarecer todos as dúvidas sobre esse tema, para que não haja confusão na hora de orientar sua cliente. Algumas das principais dúvidas que surgem sobre esse assunto são:

 

Extensão de cílios dói?

Mito. Especialistas afirmam que é processo é totalmente indolor e que o momento da realização do procedimento pode ser considerado até relaxante.

 

A extensão prejudica os cílios naturais?

Mito. Quando a técnica é aplicada de maneira correta não prejudica em nada a saúde dos fios naturais, é importante respeitar o ciclo de crescimento dos fios, que se renovam a cada 90 dias divididos por três fases: anágena (crescimento), catágena (repouso) e telógena (queda).

O profissional deve saber avaliar e compreender em qual fase se encontram os pelos de cada cliente para uma aplicação segura e sem riscos adversos.

 

Precisa usar máscara ou curvex?

Mito. A finalidade da extensão de cílios é justamente acabar com o uso de maquiagens, pois o alongamento causa por si só a impressão de cílios volumosos e marcantes  de forma natural, como se tivesse recém aplicado a máscara e até mesmo de cílios postiços dependendo da técnica de aplicação.

 

Extensões podem causar alergias?

Verdade. Como todo procedimento estético, existe um risco de peles mais sensíveis desenvolverem alergia à cola, por isso é importante sempre realizar um teste dermatológico antes, para que não haja riscos para a cliente.

Mulheres grávidas podem fazer?

Verdade. Não existe nenhum tipo de contraindicação para as mamães, muitas mulheres grávidas procuram este tipo de procedimento para registrar fotos durante o trabalho de parto de uma forma que aumente sua autoestima nesse momento tão especial.

 

Pode molhar?

Verdade. A intenção da extensão é justamente facilitar a vida da mulher e não torná-la mais difícil, recomenda-se que evite o contato com água apenas nas primeiras 24h para que a cola possa secar e fixar bem.

 
Ajuda a disfarçar pálpebras caídas?

Verdade. A extensão é capaz de criar uma harmonia entre os olhos através de uma aplicação desenhada com mapping do olhar, um tipo de visagismo dos olhos, capaz de desenhar e alinhar o olhar da cliente conforme sua vontade.

 

Banho quente pode prejudicar o adesivo?

Mito. As colas produzidas atualmente são criadas com tecnologia resistente água e com maior tempo de fixação.

 

Apliquei os cílios, e agora?

Para que o efeito seja duradouro, são necessários alguns cuidados, entre eles se destacam:

 

  • Evitar mexer ou tocar nos cílios: no primeiro dia de aplicação é recomendado não ficar tocando os olhos, pois a cola ainda pode estar molhada e acabar tirando alguns fios do lugar.

  • Higiene: é muito importante higienizar os fios de maneira correta, a limpeza pode ser feita com shampoo de bebê diluído em água pela própria cliente em casa, lembrando-as que não necessidade de esfregar.

  • Não usar maquiagem: a máscara de rímel pode prejudicar o procedimento e acabar colaborando para a queda dos fios.

  • Curvex: a peça é extremamente prejudicial à extensão, pois pode grudar no fios e acabar por arrancando, após feito o alongamento seu uso deve ser suspendido.

  • Duração: a técnica pode durar até 20 dias se cuidada seguindo todas as orientações de segurança, após esse período é necessário fazer a manutenção para corrigir falhas.

 

Gostou desse artigo? Confira mais informações sobre fios sintéticos e materiais de aplicação em https://www.pmuloja.com.br/pmu_br/cilios